25 de junho de 2015

Seguir

| |
- O medo provoca uma ilusão repentina
Nos traz aquela inócua irrealidade
É irrisório pensar que aquilo possa não existir de fato
A entrega nem sempre é recíproca
O amor nem sempre é compartilhado
Paulatinamente caímos nas armadilhas do coração
Somos tomados por uma sensação irremediável
No fim o racional acaba vencendo e voltamos à realidade
Nada é irreversível
Sempre há uma escolha
Você apenas tem que decidir qual caminho seguir

Nenhum comentário:

Postar um comentário